Minha Casa Pre Fabricada

Aprovação de Lula levanta bandeira vermelha para corrida à prefeitura de São Paulo

A esquerda quer nacionalizar a corrida para prefeito de São Paulo, apoiando-se no fato de que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ganhou mais votos na cidade durante as eleições de 2022 do que Jair Bolsonaro – e tratando os líderes Guilherme Boulos e Ricardo Nunes, o atual , como procuradores de Lula e Bolsonaro, respectivamente.

Uma sondagem de opinião recente pode sugerir que esta estratégia poderá ser mais arriscada do que o previsto.

O índice de desaprovação do governo na cidade de São Paulo aumentou 9 pontos percentuais, para 34 por cento, desde agosto, segundo a última leitura do Datafolha. Da mesma forma, o índice de aprovação caiu de 45 para 38%.

Recentes pesquisas nacionais realizadas pelo Ipec e Quaest também mostraram queda na popularidade de Lula. A Ipec apresentou na semana passada um índice de aprovação de 33 por cento, abaixo dos 38 por cento de dezembro. Fazendo uma pergunta diferente aos eleitores, Quaest descobriu que 35 por cento dos brasileiros aprovam a administração, com uma classificação negativa subindo de 29 por cento para 34 por cento em dezembro.

A pesquisa Datafolha, divulgada na segunda-feira, é relevante para a disputa pela prefeitura de São Paulo, onde o titular Ricardo Nunes busca a reeleição contra uma lista de parlamentares populares da Câmara. No segundo turno das eleições presidenciais de 2022, Lula venceu na cidade com mais de 53,5% dos votos, uma margem maior do que o apertado resultado nacional – e uma indicação das potenciais chances eleitorais de um candidato de esquerda a prefeito. Lula perdeu para Jair Bolsonaro no estado de São Paulo como um todo.

No mesmo dia, o Datafolha também questionou os eleitores sobre a disputa pela prefeitura de São Paulo. O deputado Guilherme Boulos, do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), obteve 30% dos votos, estatisticamente empatado com Nunes, do partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB), com 29%. Além disso, 8% dos entrevistados disseram que pretendem votar na deputada Tabata Amaral, do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

O Datafolha entrevistou 1.090 pessoas na cidade de São Paulo nos dias 7 e 8 de março. A margem de erro é de 3 pontos percentuais.



Com informações de Brazilian Report.

Minha Casa Pre Fabricada

Similar Posts