Minha Casa Pre Fabricada

Epidemia de dengue é um risco para a economia do Brasil

O impacto da dengue na economia brasileira pode chegar a R$ 4,4 bilhões (US$ 889 milhões) em perdas de produtividade em 2024, segundo estimativa divulgada na semana passada pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg).

A estimativa baseia-se na suposição de que o Brasil atingirá um recorde de 4,2 milhões de casos de dengue até o final do ano e que os trabalhadores terão uma média de sete dias de licença médica.

O número também leva em conta que 42 por cento dos infectados serão atualmente trabalhadores activos.

Na segunda-feira, dados do Ministério da Saúde mostraram que o Brasil tinha mais de 1 milhão de casos prováveis ​​de dengue, um recorde para esta época do ano, e 258 mortes confirmadas, com mais 651 em investigação.

Sete dos 27 estados do Brasil e várias cidades declararam emergências de saúde pública devido ao preocupante aumento da dengue. Tais declarações permitem que as administrações locais agilizem a aquisição de materiais e pessoal.

O estudo da Fiemg foi apresentado em forma de slides, e não em revista científica.

A apresentação também estimou um impacto económico total de 20,3 mil milhões de reais (4,1 mil milhões de dólares) dos três principais arbovírus combinados – dengue, zika e chikungunya. Isto inclui R$ 15,1 bilhões em perdas de produtividade e R$ 5,2 bilhões em custos de tratamento, para um impacto total de cerca de 0,2% do PIB do Brasil.

Os sectores da economia com maior utilização de mão-de-obra, como os serviços, serão os mais afectados.



Com informações de Brazilian Report.

Minha Casa Pre Fabricada

Similar Posts