Minha Casa Pre Fabricada

A influência do Brasil no Oriente Médio, explicou

Há um ano, um grande escândalo dominava as manchetes no Brasil: o governo Jair Bolsonaro havia feito várias tentativas de contrabando para o Brasil mais de US$ 3 milhões no valor de joias doadas pelo governo da Arábia Saudita.

Inicialmente, o debate público sobre o escândalo centrou-se nos esforços dos assessores de Bolsonaro para contornar as autoridades alfandegárias e apreender ilegalmente as jóias. Meses depois, uma operação da Polícia Federal revelou que assessores do ex-presidente vendiam ou tentavam sistematicamente vender outros presentes oficiais dados a autoridades brasileiras, muitos deles de países do Golfo.

Menos atenção foi dada à razão pela qual exatamente os governos sauditas e outros governos árabes estavam tão ansiosos para cobrir as autoridades brasileiras com presentes luxuosos e cortejar Bolsonaro e as suas delegações com viagens luxuosas. No final de 2021, por exemplo, durante uma visita ao Bahrein, Bolsonaro disse: “parece-me que isto é mais do que a minha segunda casa”. Durante a viagem, ele filmou um vídeo dentro do hotel de luxo onde se hospedou e disse que o rei do Bahrein pagou suas despesas.

Um exame mais atento revela não apenas por que a Arábia Saudita queria um relacionamento mais próximo com o Brasil, mas também a importância significativa do Brasil para o Oriente Médio como um todo.

Correspondência diplomática obtida pela primeira vez pela agência jornalística sem fins lucrativos Agência Pública mostra que em 2021, autoridades sauditas convidaram o Brasil a aderir à OPEP Plus, uma associação mais frouxa adjacente ao cartel dos principais países produtores de petróleo que nos últimos anos tem se concentrado na redução da produção de petróleo para estabilizar o petróleo. preços após a pandemia de Covid.

O convite veio durante uma visita a Riad do então ministro de Minas e Energia do Brasil, Bento Albuquerque. Foi dessa mesma viagem que a delegação brasileira regressou com as joias que foram confiscadas pelos funcionários da alfândega e que os assessores de Bolsonaro tentaram recuperar no final de 2022.

Sob Bolsonaro, o Brasil não aceitou nem rejeitou oficialmente o convite para aderir à OPEP Plus, mas a actual administração de Luiz Inácio Lula da Silva está a considerá-lo abertamente.



Com informações de Brazilian Report.

Minha Casa Pre Fabricada

Similar Posts