Minha Casa Pre Fabricada

Praticamente todos os brasileiros associam as atuais enchentes às mudanças climáticas

Pesquisa da Quaest mostra que 99% dos brasileiros acreditam que a catástrofe ambiental que atingiu o Rio Grande do Sul está ligada às mudanças climáticas – repercutindo a opinião da comunidade científica.

Enquanto 64 por cento das pessoas culpam inteiramente as alterações climáticas pelas cheias e chuvas torrenciais que actualmente castigam o estado mais meridional do Brasil, outros 30 por cento vêem uma causalidade parcial – enquanto 5 por cento vêem pouca ligação entre os dois. Apenas 1% afirma que não há conexão alguma.

As descobertas ecoam as de uma pesquisa de 2023 do Ipec que mostrou que a polarização política não dividiu o Brasil na questão das mudanças climáticas da mesma forma que o fez nos EUA. Espantosos 94 por cento dos brasileiros acreditam que as mudanças climáticas estão acontecendo, e três em cada quatro dizem é causado pela atividade humana.

O Ipec mostrou que 70% dos brasileiros acreditam que as mudanças climáticas irão prejudicá-los gravemente (e às suas famílias). Além disso, a esmagadora maioria dos brasileiros está convencida de que as gerações futuras também sofrerão.

De acordo com a pesquisa mais recente da Quaest, 96% dos brasileiros acreditam que os eventos climáticos extremos estão se tornando mais intensos. Quase 80% relataram ter experimentado calor extremo em suas cidades nos últimos anos.

A poluição industrial e a desflorestação foram identificadas como as principais causas das alterações climáticas, à frente da ocupação urbana desordenada e da utilização de combustíveis fósseis.

Preservar as áreas verdes e regenerar as degradadas aparecem como as iniciativas mais eficazes para proteger o ambiente, na opinião do maior grupo (23 por cento) dos entrevistados. Os avanços tecnológicos e científicos foram colocados como prioridade por apenas 6%.

Quaest também perguntou sobre a responsabilidade dos políticos pela tragédia. Para 70 por cento dos entrevistados, os investimentos em infra-estruturas poderiam ter ajudado a evitar esta situação. Ao mesmo tempo, mais da metade deles está satisfeita com o desempenho das autoridades municipais (59%), estaduais (54%) e federais (53%).



Com informações de Brazilian Report.

Similar Posts