Minha Casa Pre Fabricada

Apesar da amargura dos eleitores, Lula ainda venceria a concorrência

Uma nova pesquisa Quaest mostra que 55 por cento dos eleitores brasileiros acreditam que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não merece um novo mandato nas eleições de 2026, em comparação com 42 por cento que disseram que sim.

No entanto, Lula ainda venceu todos os outros potenciais candidatos quando os entrevistados foram convidados a escolher nomes em listas – uma declaração da popularidade duradoura do presidente e da força do preconceito no poder no Brasil.

Das cinco macrorregiões do país, apenas no Nordeste a maioria dos entrevistados disse que Lula merece outro mandato. O presidente teve a pior situação no Sudeste, a região mais rica e populosa do Brasil, onde apenas 33% disseram que ele merece outro mandato, contra 63% que disseram que não.

Lula tem um desempenho significativamente melhor com as mulheres, com 45% delas dizendo que ele merece outro mandato, em comparação com apenas 38% dos homens. Ele também teve melhor desempenho com brasileiros mais pobres e menos instruídos.

Entre aqueles que votaram em Lula em 2022, 74 por cento disseram que ele merece outro mandato, em comparação com 6 por cento entre aqueles que votaram para reeleger o ex-presidente de extrema direita Jair Bolsonaro.

Por outro lado, quando apresentado a diferentes candidatos potenciais para as eleições presidenciais de 2026, Lula teve o melhor desempenho, com 47 por cento dizendo que considerariam votar nele, em comparação com 39 por cento para o segundo colocado, Jair Bolsonaro, que está impedido de concorrer a cargos públicos. devido a uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral que o condenou por abuso de poder.

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro aparece em seguida com 33 por cento. Enquanto isso, 28% dos eleitores considerariam votar no governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas.

Apesar do desempenho da ex-primeira-dama ser melhor do que Freitas, todas as questões restantes consideram o governador o candidato eleito por Bolsonaro para 2026. Nesse cenário, 46% dos entrevistados disseram que votariam em Lula e 40% em Freitas. A diferença supera a margem de erro da pesquisa, de 2,2 pontos percentuais.

A pesquisa entrevistou 2.045 pessoas entre os dias 2 e 6 de maio.

No mês passado, a Quaest divulgou uma pesquisa voltada para candidatos presidenciais de direita, deixando de fora o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, um aliado próximo do ex-presidente, e Eduardo Leite, governador do estado do Rio Grande do Sul, no sul do país. O CEO da Quaest, Felipe Nunes, disse na época que Freitas era o mais bem posicionado na disputa pelo legado de Bolsonaro.



Com informações de Brazilian Report.

Similar Posts